Não faz muitos anos, as telas para cada passageiro representaram um salto gigantesco no mercado de entretenimento em viagens aéreas. Nos dias de hoje, as novidades pipocam no cenário nacional e internacional, se tornando viável até para companhias de transporte rodoviário.
Isso significa que os sistemas de entretenimento de bordo têm tudo para se desenvolver gradativamente. Essa revolução vai tornar a forma de viajar por estradas e rodovias muito mais interessante e interativa. É possível que a tecnologia invada os bancos e se transforme em opções bem populares. Quer descobrir o que deve ser tendência para os próximos anos do mercado de entretenimento em viagens? Vamos lá!

Como vai estar o mercado de entretenimento em viagens daqui a 10 anos

Reprodução

Tendências do mercado de entretenimento em viagens na próxima década

1 – Material personalizado

Os celulares, os tablets e os notebooks estão transformando a maneira tradicional de viajar no país. Milhares de brasileiros aproveitam as funcionalidades de seu próprio dispositivo móvel no decorrer do percurso terrestre. E essa praticidade é até benéfica para as empresas. Embora as televisões e até mesmo as telas nos bancos devem fazer parte da realidade, especialmente, nas viagens longas. As despesas para sustentar essa tecnologia são relativamente caras nos dias de hoje. Enquanto a ação BYOD (Bering your own device) está cada vez mais forte. Em tradução livre, BYOD quer dizer traga o seu próprio dispositivo. Portanto, a perspectiva é que esses equipamentos pessoais devem se transformar em uma verdadeira porta de entrada para inúmeros serviços.

Essas vantagens das empresas devem fortalecer o sistema de entretenimento a bordo. Vale salientar que alguns empreendimentos, por exemplo, até já iniciaram a oferta de conteúdo de modo direito nos aparelhos. Desta maneira, o cidadão tem a capacidade de escolher as suas opções antes ou durante a viagem. Outro ponto interessante para o futuro do mercado de entretenimento em viagens se deve a sincronização. A sincronização dos dispositivos tende a permitir uma personalização cada vez mais exata. A tecnologia oportuniza que se obtenha as preferências do viajante.

Sendo assim, é muito simples indicar os materiais mais semelhantes, além de dar continuidade a um filme ou série de onde foi paralisado. Assim, esse consumidor pode dormir, descer em uma parada ou fazer qualquer atividade sem deixar o conteúdo em tela. Basta retornar do último ponto visualizado.

2 – Realidade Virtual

Será que dá para pensar nisso na atual situação do mercado de entretenimento em viagens? Talvez, a resposta momentânea seja negativa. No entanto, os equipamentos de realidade virtual já estão passando por testes e podem ser ferramentas úteis para a distração na estrada. Vale salientar que daria para conceder experiências de imersão entre os passageiros com conteúdo variado e até institucional. Ou seja, esse item não precisaria se limitar a apenas explorar materiais de lazer.

A tecnologia sempre pode ser uma excelente aliada para espantar o desânimo, o tédio e até acalmar crianças pequenas. Afinal, esse poderoso equipamento teria condição total de distrair o viajante por um espaço de tempo considerável.
Hoje em dia, a realidade virtual já é destinada para várias finalidades. Locais turísticos, hospedagens e até viagens também pode revelar detalhes ao longo do caminho. A curto ou médio prazo, tende a ser bem simples adquirir e alugar produtos e imóveis através deste aparelho.

3 – Conectividade plena no mercado de entretenimento

Conforme um estudo realizado pela Routehappy no ano de 2017, aproximadamente 70 empresas de transporte aéreo disponibilizavam Wifi. De acordo com a pesquisa, 40% dos bancos ofertados pelo programa de milhagem contavam com esse benefício extra. Essa condição tende a crescer acima das nuvens e a se solidificar nas viagens terrestres. Isso ocorre porque a utilização de plataformas virtuais para entretenimento está aumentando consideravelmente. Nos próximos anos, essa interatividade deve se expandir com a aceleração e qualidade do sinal de internet a bordo.

Sendo assim, os consumidores vão contar com muito mais alternativas de diversão. Aliás, a grande sacada do mercado de entretenimento em viagens no futuro será conceder ainda mais variedade de informação e conteúdo.
O fato é que a próxima década deve provocar incríveis transformações no mercado de entretenimento a bordo. E todas as tendências apresentadas nesta lista podem ser apenas o pontapé inicial. A tecnologia, aliada a interatividade online, deve apresentar ainda mais meios para suavizar o tempo na estrada.